Invasão zumbi (2016)

Por André Dick

invasao-zumbi-6

O diretor Yeon Sang-ho certamente não tomou como base os filmes de zumbi mais conhecidos, aqueles de George Romero, Guerra Mundial Z ou Eu sou a lenda, ou séries, a exemplo de The walking dead, tampouco de comédias já referenciais (Zumbilândia, Todo mundo quase morto e Meu namorado é um zumbi), para compor essa espécie de panorama sobre a existência de um problema grave que surge a bordo de uma viagem de trem na Coreia do Sul. Esse filme tem como diferencial sua entre gêneros: ele parte de um drama familiar, passando por uma crítica à separação entre classes até atingir o que se poderia dizer de linha sobre o futuro da humanidade real. Trata-se não de uma novidade para um país que traz tantos dramas: sua novidade está no diferencial com que se propõe a apresentar esta narrativa.
O analista de negócios Seok-woo (Gong Yoo) pretende levar sua filha, Soo-an (Kim Su-an), de Seul para a cidade de Busan, onde deve deixá-la com sua ex-esposa. No início, já vemos o afastamento entre os dois, sobretudo pela preocupação de o pai em se dedicar aos negócios e não saber que comprou de presente para a filha no dia das crianças um jogo que ela já possui.

invasao-zumbi-3

invasao-zumbi-4

invasao-zumbi-12

No entanto, o embarque no trem pode ser, mais do que uma viagem, a descoberta, como Tom Cruise em Guerra dos mundos, da complexidade paternal. A menina, Soo-an, vê, por um relance, o homem da estação ser atacado – e o instante é mínimo de tensão – para logo alguns tripulantes serem acometidos por uma estranha pressa e letargia. O diretor realmente impressiona com as tomadas de zumbis, com sustos que ultrapassam de uma produção comum do gênero, e um senso de realidade dentro de uma situação inusitada que remete logo à passagem inicial, em que um caminhão atropela um cervo e este se levanta, com os olhos já modificados, ou àquele instante em que uma ambulância atravessa a cidade e o pai olha pensando no que pode estar acontecendo.
Não sem clichês, Invasão zumbi não deixa de ser uma grande surpresa em termos de efeitos especiais práticos e cenários desertos, assustando muito mais do que diretores que pretendem mostrar zumbis em polvorosa por um país inteiro, embora se localize em cenários restritos. O pai e a filha recebem a companhia de Sang-ha (Ma Dong-seok), pertencente à classe trabalhadora, e sua esposa grávida, Seong-kyeong (Jung Yu-mi), além de enfrentar um homem determinado, um negociador, Kim Yong-suk (Eui-sung) mais voraz do que Seok-woo. Há também um jovem jogador de beisebol Yong-guk (Kim Eui-sung), e sua namorada Jin-hee (Ahn So-hee). Invasão zumbi não possui exatamente pouco maniqueísmo em alguns comportamentos de personagens, nada que impeça exatamente sua fluidez, sendo preciso no número de diálogos.

invasao-zumbi-2

invasao-zumbi-5

invasao-zumbi-15

Invasão zumbi parece se nutrir mais de um subtexto cultural do que certamente da violência que emprega em cada quadro, a partir do momento em que cadáveres se mostram mais velozes e em perseguição aos ainda humanos. Este filme está falando de uma cultura em que o homem é predominante e o campo de guerra armado fica a cargo dele. Está falando do universo de negócios, não com muita sutileza. E está falando de companheirismo, paixão, reforçados por um momento conturbado, por meio da relação forçada entre Seok-woo e Sang-ha, por exemplo. As situações que envolvem o quarteto principal de personagens são filmadas com gravidade e perspicácia pelo diretor, evocando às vezes o caos popular de Império do sol, de Spielberg, sem darem espaço demais aos momentos menos nublados. Outra obra sul-coreana estreou no Brasil há alguns dias, O chamado, que tinha como princípio mostrar exatamente uma ameaça numa comunidade, e parece que ambos os filmes são originais, embora este mais ágil e eficiente, em razão da movimentação de câmera empregada pelo diretor e por Hyung-deok Lee, cuja combinação de cores nunca atenua um laranja semiapocalíptico. Ele possui um sentido de urgência que lembra Contágio, de Steven Soderbergh, com sua crueza na apresentação de um vírus devastador para a humanidade.
Não parece haver nada muito diferente em quase toda a narrativa em termos de temática, mas aqui a figura feminina simboliza de forma exclusiva e empática o futuro de uma nação. Não saberia dizer se os elementos mais emotivos tiram um pouco da densidade de Invasão zumbi, no entanto oferecem certamente mais contundência, e Gong Yoo quanto Kim Su-an obtêm atuações formidáveis num filme de ação e terror. É impactante a maneira como o diretor utiliza o espaço restrito dos vagões do trem para compor suspense, assim como mostra uma grande habilidade narrativa quando personagens precisam resgatar outros da fúria dos zumbis. Exibido no Festival de Cannes deste ano, Invasão zumbi se constrói de maneira rápida, tendo uma leve queda em sua segunda metade, aliviada pela recuperação mais ao final com uma reviravolta convincente.

부산행 , Coreia do Sul, 2016 Diretor: Yeon Sang-ho Elenco: Gong Yoo, Kim Su-an, Ma Dong-seok, Jung Yu-mi, Eui-sung, Kim Eui-sung, Ahn So-hee Roteiro: Sang-ho Yeon Fotografia: Hyung-deok Lee Duração: 118 min. Distribuidora: Paris Estúdio: Next Entertainment World, RedPeter Film

cotacao-4-estrelas

Anúncios
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Olá André,

    Um pouco antes da primeira foto que você postou (da garotinha), tem uma tomada do alto do hall da estação. Ao fundo, numa porta, aparece um cara de camisa branca e calça com os braços cruzados. Falha no filme???

    Veja e depois me diga o que achou.

    Responder
    • André Dick

       /  30 de dezembro de 2016

      Prezado Daniel,

      essa cena é tão caótica que, se isso acontece, como você relata, talvez seja pelo próprio tumulto apresentado pelo diretor rssss

      Volte sempre!

      Um abraço,
      André

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: